Mulher é presa por permitir que a filha fosse estuprada pelo padrasto

Uma mulher de 40 anos foi presa pela Polícia Civil de Ponta Grossa depois de ser condenada à prisão por estupro de vulnerável. O que chama a atenção nesse caso é que a vítima do crime é filha da mulher. Os crimes foram cometidos em 2019 e a mãe da vítima já foi condenada pela Justiça a 15 anos, 11 meses e sete dias de prisão.

A mulher foi encontrada pelos investigadores no bairro Nova Rússia e foi conduzida à 13ª Subdivisão Policial (SDP), de onde foi levada à cadeia pública da cidade.

De acordo com a delegada Ana Paula Cunha Carvalho, responsável pelo Núcleo de Proteção à Criança e ao Adolescente Vítimas de Crimes (Nucria), a investigação começou em fevereiro de 2019 a partir da denúncia da vítima de que era abusada sexualmente pelo padrasto. A partir do trabalho do Nucria, a prisão preventiva dele foi decretada e foi detido em março do mesmo.

Quanto à participação da mãe da criança nos crimes, a vítima confirmou à polícia que a mulher tinha conhecimento da violência sexual e, mesmo assim, não tomou nenhuma atitude para impedir que a própria filha escapasse do homem.