Mulher que contava com passagens por tráfico é executada com tiros na cabeça

Familiares da vítima passaram mal ao receberem a notícia do assassinato

O possível envolvimento com o mundo das drogas pode ter ligação com a morte de uma mulher, que foi assassinada com tiros na cabeça, na noite desta quinta-feira (8), no bairro Vila Glória, em Campo Largo, na região metropolitana de Curitiba. O crime aconteceu por volta das 22h40, na Rua Belo Horizonte. A autoria ainda é um mistério.

Segundo a Guarda Municipal (GM), Lucimara Aparecida Veríssimo, de 43 anos, contava com passagens por ter sido presa em dezembro de 2017, no bairro Bela Vista, com aproximadamente dois quilos de droga e uma quantia em dinheiro. Em janeiro de 2019, a mulher também havia sido alvo de uma operação conjunta da Polícia Civil e Militar, apontada por envolvimento na morte de um casal.

(Foto: Reprodução/Rede Massa)

“A equipe chegou no local e não recebemos muitas informações. Vizinhos relataram que perceberam a mulher sendo atraída pelos atiradores, que fugiram em alta velocidade. O que chegou pra gente é que poderia ser um crime passional, mas foi descartado”, disse o supervisor Eziquel, da Guarda Municipal de Campo Largo.

Após o crime, a polícia recebeu a informação de que o veículo Volkswagen Voyage de Lucimara estaria pegando fogo, na Cidade Industrial de Curitiba (CIC). Familiares da vítima passaram mal ao receberem a notícia do assassinato.

O corpo da mulher foi encaminhado ao Instituto Médico-Legal (IML) de Curitiba. A Delegacia de Campo Largo investiga o caso.