Namorado mata jovem baleada e atira contra a própria cabeça após crise de ciúme

A arma utilizada não foi localizada no local do crime

Um relacionamento abusivo pode ter sido a motivação de um crime que chocou os moradores da pequena cidade de Iporã, no norte do Paraná. Assassinada a tiros, uma jovem de 18 anos foi vítima do próprio companheiro que se suicidou após o feminicídio. O crime aconteceu na noite da última terça-feira (18), no Jardim Alto do Ipiranga.

A Polícia Militar (PM) foi acionada e encontrou a jovem caída em um cômodo da residência, na Rua Tiradentes. Uma equipe médica foi acionada e prestou os primeiros socorros à garota, mas ela não resistiu ao dar entrada em um hospital da região. Já o companheiro que, segundo familiares, não aceitava o fim do relacionamento, atirou contra a própria cabeça e ficou caído no meio da calçada. A arma utilizada não foi localizada no local do crime.

“Identificamos vestígios de outra vítima, que segundo informações seria da namorada do rapaz. Testemunhas relataram que ele tirou a própria vida, mas somente no IML será possível confirmar já que também não encontramos a arma na cena do crime. Provavelmente, ele utilizou um revólver, achamos alguns projéteis. Um médico deve constatar se os ferimentos são compatíveis com suicídio”, disse o perito criminal, Eugênio Burg.

Familiares de Radija de Souza Fernandes relataram que a jovem estava se relacionando com Lucas Inácio Pereira dos Santos, de 21, fazia pouco tempo.

Um áudio enviado por uma parente, no momento dos disparos, relata que o crime foi cometido pelo companheiro, que teve uma crime de ciúmes após encontrar Radija na casa do ex, com quem tem uma filha pequena. A gravação será encaminhada à polícia.

O crime está sendo investigado.