Operação da PF combate lavagem de dinheiro e fraudes em contas públicas

A Polícia Federal deflagrou nesta quinta-feira (31) a operação Compliance, que tem o objetivo de combater os crimes de lavagem de dinheiro, associação criminosa e furto qualificado. Dezessete mandados de busca e apreensão expedidos pela Justiça Federal de Minas Gerais foram cumpridos nos estados do Paraná, Maranhão e Goiás, e também no Distrito Federal.

Em relação ao Paraná, houve uma busca em Curitiba, uma em Guarapuava e oito em Ponta Grossa.

De acordo com a PF, a investigação começou a partir de notícia-crime apresentada pela Caixa Econômica Federal relatando possíveis fraudes em 150 contas de órgãos municipais de todo o país. A polícia identificou que, com as fraudes, os criminosos faziam transferências bancárias para contas de laranjas e também pagavam boletos com o numerário desviado.

Conforme apurado pela polícia, as transferências foram feitas para laranjas nos três estados e no DF. Para mascarar a origem ilegal do dinheiro, os suspeitos abriram várias contas de criptomoedas.

A PF representou por 17 mandados de busca e apreensão, todos expedidos pela 4ª Vara Federal Criminal da Subseção Judiciária de Minas Gerais. Houve 29 indiciamentos e 29 sequestros de bens.