Polícia Civil dá resposta rápida e prende acusado de assassinar o radialista Trovão

Lembra do caso do Trovão? Aquele idoso que foi brutalmente assassinado na zona norte no final do mês passado? A polícia civil prendeu o criminoso e revelou detalhes da investigação

Um trabalho árduo e exaustivo. Assim que a polícia classificou a investigação incessante até prender o assassino do Trovão, como a vítima era mais conhecida. Oscarlino Bento de Souza tinha 80 anos de idade e foi brutalmente assassinado dentro de casa na zona norte, com 11 facadas, no último dia 25 de janeiro. 

Frio, calculista e sem demonstrar arrependimento. Esse é o perfil do criminoso que não tinha passagens pela polícia e planejou o crime.

“Foi uma pessoa que tinha acesso facilitado a casa do Carlinhos bem como de Conduta impulsiva né quando tá trabalhou nada provavelmente né pela pelo descuido ali das dos vestígios né foram foram foram encontrados que ele Possivelmente seriam usuários de drogas.” afirmou o delegado Rafael Pinto da Polícia Civil 

 A polícia descobriu que o criminoso só matou, porque o idoso  reconheceu o homem no momento da invasão da casa.

“Ele já entrou na casa com uma faca né e ele começou a perambular ali pelos ambientes e o senhor Oscarlino levantou e segundo dizem os familiares dele o seu Oscarlino conhecia desde a infância, aí ele falou cara você por aqui, aí ele pegou a faca e foi para cima.” afirmou o delegado Rafael Pinto da Polícia Civil 

A polícia ainda não concluiu o inquérito, e investiga a participação de mais pessoas no crime, mas a confissão do criminoso foi um grande avanço no trabalho dos policiais.

O crime chocou a cidade, porque o Trovão era uma pessoa pacata, sem inimigos e que cativava todo mundo. Nas décadas de 70 e 80, ele trabalhou como locutor e participou de radionovelas. 

Uma voz que nunca mais vai sair da cabeça e do coração de quem o conheceu em vida.