Polícia identifica suspeito de invadir mesquita muçulmana no Paraná

A Polícia Civil de Ponta Grossa conseguiu identificar o homem que foi filmado invadindo a Mesquita Imam Ali no último fim de semana. O invasor queimou objetos importantes para o islamismo, inclusive um exemplar do Alcorão, livro sagrado da religiação. Além disso, o carro que estava estacionado no local teve o rádio furtado.

Vídeos de câmeras de segurança de casas próximas ao templo religioso foram divulgados pelas autoridades nesta sexta-feira (3) numa tentativa de mobilizar a população para tentar identificar o suspeito. O homem foi encontrado pouco tempo depois na região central da cidade – ele inclusive vestia as mesmas roupas usadas no dia do crime.

De acordo com a Polícia Civil, o suspeito de 34 anos confessou ter invadido o local. Ele é morador de rua, usuário de drogas e já tinha passagens por crimes patrimoniais. Segundo a polícia, em algumas situações, ele também tinha ateado fogo em objetos.

O suspeito deve responder pelos crimes de furto qualificado e pelo crime de incêndio majorado, com penas, somadas, de até 14 anos de reclusão. Considerando, ainda, que o suspeito aparenta distúrbio mental, pode ser aplicada, ao caso, medida de segurança.