Polícia segue na busca por suspeito de estupro que fugiu de delegacia

As forças policiais da região metropolitana de Curitiba continuam concentradas na busca por Jaílson Rodrigo Bastos de Lima, de 28 anos, suspeito de estuprar uma criança de 11 anos no último dia 29 na cidade de Agudos do Sul. Ele chegou a ser preso horas depois do crime, mas fugiu da delegacia de Fazenda Rio Grande, para onde foi levado.

De acordo com a polícia, denúncias anônimas relataram que o suspeito chegou a visitar a casa dos pais. O imóvel foi cercado, mas Jaílson conseguiu fugir e se embrenhou no meio do mato. Equipes da Guarda Municipal, da Polícia Militar e da Polícia Civil continuam nas buscas pelo suspeito e recebem diariamente diversas denúncias, mas até agora nenhuma delas se confirmou.

Informações que ajudem as autoridades a encontrarem o suspeito podem ser repassadas anonimamente aos telefones 0800 643 1121, 190 e 181.

Relembre o caso

O crime aconteceu no último dia 29, quando o autor invadiu a casa da família, amarrou e amordaçou a menina de 11 anos e a estuprou – o irmão dela, de quatro anos, assistiu à cena brutal. O suspeito foi encontrado pouco tempo depois e levado até a delegacia de Fazenda Rio Grande.

Como foi preso por crime sexual contra uma criança, os policiais tiveram receio de colocá-lo em uma cela com outros presos porque ele poderia sofrer algum tipo de retaliação. O preso, então, foi colocado em uma sala dentro da delegacia para preservar a própria segurança. O que ninguém esperava é que na tarde de quarta-feira (30) ele conseguiria sair da sala, pular o muro e fugir.

Desde então, a polícia concentra os esforços para encontrar o suspeito, conhecido pelos moradores de Agudos do Sul como ‘Ratinho’.