Preso que fugiu do Creslon morreu por lesão

Laudo do IML diz que o rapaz que fugiu do Creslon não morreu de overdose e sim de uma lesão.

Delegacia de homicídios agora vai apurar o que aconteceu. 

No local não ficou evidenciado o que causou a morte de Whanithon Rafael Machado da Silva, 28 anos, o perito criminal que foi ao local não deu causa da morte, mas disse que ele não tinha nenhum ferimento aparente. 

A diretora do IML disse que o laudo conta que uma fratura grave no pescoço que causou a morte do foragido.

Delegado de homicídio Dr. João Reis que vai investigar o caso não quis gravar entrevista.