Tentativa de abordagem termina em confronto no Alto Boqueirão

A troca de tiros aconteceu na rua Leópolis, Vila Nova e fez uma vítima fatal

Três policiais da ROTAM estavam em patrulhamento numa região complicada, conhecida pelo tráfico de drogas. Desta vez a denúncia era de pessoas armadas no beco.  Ao chegar, a equipe viu um homem em atitude suspeita.

Durante o momento da abordagem, o acusado correu, os policiais foram atrás e o homem se sentido acuado atirou nos PMs. Houve o revide, o criminoso foi alvejado. O Siate foi até o local, mas o bandido não resistiu. Ele estava armado com um revólver.

A polícia não quis comentar o confronto. O marginal não foi identificado, tem aproximadamente 30 anos. Não foi informado se ele tinha passagens pela polícia. Mais detalhes sobre este e outros casos na edição completa do Tribuna da Massa Curitiba desta quarta-feira (20):

Novidades no caso

A família de Luiz Fernando da Silva Matias, morto pela polícia militar na rua onde morava no Alto Boqueirão, na madrugada de quarta-feira (20), velou o corpo e o enterrou nesta quinta-feira (21).

Eles estão revoltados com a versão apresentada pela PM. O boletim de ocorrência, elaborado pelos policiais, afirma que Luiz Fernando estaria fugindo de uma abordagem, ali na Vila Nova. E que teria disparado um revólver calibre 357 contra a equipe.

Porém, a esposa afirma que Luiz Fernando estava em casa fazia tempo e nunca esteve armado. Luiz Fernando teria saído de casa porque escutou os disparos e se preocupou com familiares. Luiz Fernando tinha 28 anos e nenhuma passagem pela polícia. Ele deixou uma filha de 9 anos de idade.

Veja mais detalhes sobre este caso na reportagem completa do Tribuna da Massa Curitiba desta sexta-feira (22):