Violência alarmante preocupa moradores do litoral paranaense

Crimes brutais marcam início de ano na região, já são mais de seis homicídios

Dessa vez um rapaz de 21 anos foi morto a tiros em Paranaguá. O assassino estaria em uma moto quando se aproximou de Leandro Crisanto Garcia. Os tiros atingiram em cheio o rapaz que tentou correr mas terminou morto no bairro Porto dos Padres. A polícia já investiga o caso.

Os crimes que estão acontecendo no litoral têm assustado a todos. Somente esse ano de 2021 já são 6 homicídios registrados na região. Em Matinhos, por exemplo, nesta semana, houve um caso de latrocínio no Balneário Riviera. A vítima, um homem de 54 anos, conhecido como Zé Floyd, foi violentamente agredido a pedradas dentro de casa. Foram os vizinhos que encontraram o corpo com as mãos e pés amarrados. Possivelmente o assassino invadiu a residência para roubar e acabou matando o homem.

E a violência não para por aí. No dia 11 de janeiro um homem e uma mulher que aguardavam o ônibus em um ponto da cidade de Paranaguá foram mortos a tiros. A mulher estava grávida. O alvo do atirador seria outra pessoa, que também estava esperando o ônibus. Este sobreviveu aos disparos. Mais detalhes sobre o caso:

Ainda em Paranaguá, um pouco antes desse último crime, exatamente no dia 09, Ivan Souza, de 35 anos, foi assassinado a facadas dentro de casa. A mulher dele, identificada como Elis Regina dos Santos, de 52 anos, chegou a afirmar a polícia que o marido teria cometido suicídio. Mas a perícia no local e a investigação da polícia concluíram que ela assassinou o marido. Mesmo tendo negado a autoria, ela foi presa em flagrante e ainda permanece detida. Veja detalhes do crime na reportagem do Tribuna da Massa Curitiba:

Também no litoral, dessa vez na pacata cidade de Antonina, no dia 06 de janeiro, um duplo homicídio contra duas senhoras chocou a população. O prestador de serviços, Eduardo Policarpo, de 38 anos, matou as duas a tijoladas. O motivo seria uma dívida de 50 reais. Insatisfeito com o valor, o assassino invadiu a casa de Renea Balma, de 65 anos, e a matou. Ele A vizinha, Evanilda Maia, de 67 anos, viu o crime e por isso foi morta também a tijoladas. Eduardo Policarpo foi preso na sequência e confessou ter matado as duas. Mais informações na reportagem:

A violência também marcou a paradisíaca Ilha do Mel. Um morador nativo do lugar foi espancado até a morte por um turista que veio de Guarulhos passar uns dias na praia. O rapaz foi preso no mesmo dia. A motivação ainda não foi revelada, a vítima sofria de deficiência e era conhecido por todos os outros moradores da ilha. Este crime aconteceu pouco antes do réveillon. Relembre o caso a seguir:

O que pode estar por traz desse aumento alarmante no número de homicídios na região litorânea!? É importante lembrar que nos períodos de alta temporada, todo o litoral é coberto pela Operação Verão: bombeiros, policiais civis e militares trabalham 24 horas na região com efetivo dobrado.

Para mais detalhes sobre estes e outros casos, assista ao Tribuna da Massa Curitiba desta sexta-feira (15):