Hospitais e instituições de permanência de idosos do Paraná terão seções eleitorais

O Tribunal Regional Eleitoral do Paraná (TRE-PR) lançou nesta quinta-feira (24) o projeto Cidadania Plena. Anunciada no auditório do edifício-sede, a iniciativa vai facilitar o voto nas eleições de 2022 de pessoas hospitalizadas, com mobilidade reduzida ou idade avançada.

Na ocasião, foram assinados os acordos de cooperação técnica com as secretarias de estado da Saúde e da Justiça, Família e Trabalho e com o Hospital de Clínicas do Paraná e o Hospital Erasto Gaertner.

Dignidade cívica

O acordo prevê, no dia das eleições, em 2 de outubro (primeiro turno) e em 30 de outubro (se houver segundo turno), a instalação de seções eleitorais em hospitais e Instituições de Longa Permanência de Idosas e Idosos (ILPI). As seções vão atender, além de pacientes, profissionais que trabalham nos locais.

“Vamos resgatar a dignidade cívica de uma parcela importante e experiente de nossa sociedade”, afirmou o presidente do TRE-PR, desembargador Wellington Emanuel Coimbra de Moura. Os espaços que receberão as urnas eletrônicas seguirão as regras que asseguram o sigilo do voto e a segurança da votação.

“A democracia pressupõe que o poder do povo seja reconhecido por sua participação ativa no processo de escolha dos representantes”, lembrou o desembargador Coimbra de Moura. O projeto é coordenado pela Dra. Luciani de Lourdes Tesseroli Maronezi.