Lira diz que reforma tributária não será grande, mas vai melhorar sistema atual

BRASÍLIA (Reuters) – O presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), afirmou nesta segunda-feira que a reforma tributária não será grande, mas tem por objetivo melhorar o atual sistema de cobrança de impostos e tributos no país.

“A reforma tributária possível não pode ser a maior, mas será melhor do que o sistema atual”, disse ele, durante o evento Indústria em debate: propostas para o Brasil voltar a crescer, promovido pela Confederação Nacional da Indústria (CNI).

Os comandos da Câmara e do Senado resolveram fatiar entre si os principais pontos da reforma tributária que vai tramitar nas duas Casas Legislativas.

VACINAÇÃO

No encontro, Lira disse que vacinar é o ponto de partido para que se volte à normalidade e destacou que, sem isso, não existe recuperação econômica.

Segundo o presidente da Câmara, é preciso mais do que nunca aproveitar a hora da crise para preparar o Brasil.

Presente ao evento, o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), disse que ele e Lira estão “absolutamente comprometidos” com as novas pautas.