Macron leva tapa no rosto durante encontro com público no sul da França

Por Sudip Kar-Gupta e Michel Rose

PARIS (Reuters) – Um homem deu um tapa no rosto do presidente da França, Emmanuel Macron, nesta terça-feira durante um encontro com o público no sul da França, um incidente que o primeiro-ministro francês denunciou como uma afronta à democracia.

Em um vídeo que circula nas redes sociais, Macron estendeu a mão para cumprimentar um homem em um grupo pequeno de observadores atrás de uma barreira de metal por ocasião de uma visita a uma faculdade de treinamento profissional para o setor de hospitalidade.

Foi quando o homem vestido de camiseta cáqui gritou “Abaixo a Macronia” e deu um tapa no lado esquerdo do rosto do presidente.

Também se ouve o agressor gritando “Montjoie Saint Denis”, o grito de guerra do Exército francês quando o país ainda era uma monarquia.

Dois seguranças de Macron avançaram sobre o homem de camiseta e outro afastou o presidente.

Macron ainda ficou perto do público por um período curto, gesticulando a alguém do outro lado da barreira, e depois seus agentes de seguranças o levaram para longe.

Duas pessoas foram presas, disse uma fonte da polícia à Reuters. A identidade do homem que estapeou Macron, e seus motivos, não ficaram claros.

O premiê, Jean Castex, repudiou o incidente.

“A democracia nunca pode dizer respeito à violência, à agressão verbal, e ainda menos à agressão física. Peço um despertar republicano, isto envolve todos nós, os fundamentos da democracia estão em jogo”, disse ele ao Parlamento.

(Por Dominique Vidalon, Michel Rose e Sudip Kar-Gupta)

((Tradução Redação São Paulo, 5511 56447759)) REUTERS ES

tagreuters.com2021binary_LYNXNPEH5712B-BASEIMAGE