PF completa 100 ações contra fraudes em contratos da Covid; valores superam R$3,2 bi

Por Ricardo Brito

BRASÍLIA (Reuters) – A Polícia Federal atingiu a marca de 100 operações de repressão ao desvio e à utilização indevida de verbas públicas federais destinadas ao combate à pandemia de Covid-19, com contratos de produtos e serviços sob investigação no valor de 3,2 bilhões de reais.

Em comunicado, a PF citou ter cumprido desde abril do ano passado 158 mandados de prisão temporária, 17 de prisão preventiva e 1.536 de busca e apreensão em 205 municípios de 26 unidades da federação. Os valores apreendidos beiram os 190 milhões de reais.

O governo do presidente Jair Bolsonaro e aliados na CPI da Covid do Senado defendem que a comissão de inquérito deveria se aprofundar nas investigações voltadas a Estados e municípios, em meio ao avanço das apurações do colegiado sobre suspeitas de irregularidades na aquisição federal de vacinas contra coronavírus.

O Pará é a unidade da federação com o maior montante de contratos investigados, com 1,4 bilhão de reais no total; seguido pelo Rio de Janeiro, com 850 milhões de reais; e Pernambuco, com 198 milhões de reais.