Procura de jovens pelo título de eleitor registra recorde em 2022

A procura de jovens pelo título de eleitor durante os três primeiros meses de 2022 registrou recorde e ultrapassou os últimos dois anos eleitorais. De acordo com dados do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), entre janeiro e março, o país ganhou 1.144.481 novos votantes na faixa etária de 15 a 18 anos, número superior aos 877.082 registros em 2018 e 854.838, em 2014.

“A Justiça Eleitoral sempre realiza campanhas de conscientização e incentivo ao eleitorado como um todo, em especial aos jovens, por meio da mídia e nas escolas. Neste ano, pela primeira vez, a campanha contou com a adesão espontânea de artistas e influenciadores, que dialogam diretamente com esse eleitorado, o que ajudou a impulsionar esses números”, avalia o cientista político e analista do TSE, Diogo Cruvinel.

Ele ressalta que a população brasileira está vivendo um momento de acirramento dos discursos políticos e com uma maior polarização, o que pode incentivar os jovens a terem um maior engajamento no processo eleitoral. “E, para tanto, é necessário ter o título de eleitor. A população tem se conscientizado cada vez mais sobre isso”, acrescenta.

Em 2022, o cadastro eleitoral seguirá aberto até o próximo dia 4 de maio, data-limite que o eleitor tem para solicitar o título, transferir o domicílio eleitoral e regularizar eventuais pendências com a Justiça Eleitoral. Vale lembrar que para a população de 16 e 17 anos o voto não é obrigatório.

Informações de SBT News