Protesto após morte de mototboy fecha Ponte da Amizade

Um protesto realizado por familiares e motociclistas paraguaios e brasileiros fechou a Ponte Internacional da Amizade em Ciudad del Este nesta segunda-feira (29). A ação aconteceu após a morte de um motoboy brasileiro que foi degolado por uma corrente enquanto pilotava em uma estrada na aduana paraguaia.

“Se ninguém fizer nada, daqui uns dias vai ter mais um. A gente quer que acabe isso”,

conta um manifestante.

Segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF), o Km 730 da BR-277 precisou ser interditado. O protesto deixou filas na Ponte da Amizade, no sentido ao Paraguai.

“Ninguém tá nem aí. É buraco na pista, ninguém sinaliza, ninguém faz nada”,

diz um manifestante.

Os manifestantes oraram em respeito ao mototaxista no final do protesto e, em seguida, o trânsito foi liberado.

O caso aconteceu no último sábado (27). O motoboy brasileiro de 41 anos morreu decapitado por uma corrente ao se envolver em um acidente no acesso à aduana na Ponte da Amizade, entre Foz do Iguaçu e Cidade do Leste, no Paraguai. Sandro Zaleski levava uma passageira e não viu a corrente esticada sobre a ponte. A cabeça dele foi parar a cinco metros do corpo, conforme o relato de testemunhas.

Militares da Armada Paraguaia, a Marinha do país vizinho, prestaram os primeiros socorros à mulher, que estava na garupa da moto. Ela foi levada ao Brasil pelos bombeiros paraguaios e encaminhada até o pronto socorro do Hospital Municipal. A mulher disse aos policiais e socorristas que contratou Zaleski para ir ao Paraguai.