Reunião entre Rússia e Ucrânia termina sem acordo, diz agência russa

O primeiro encontro entre Rússia e Ucrânia, realizado nesta segunda-feira (28), na fronteira de Belarus, terminou sem acordo entre os dois países. Segundo a agência estatal russa Tass, representantes das duas nações decidiram discutir os temas da reunião em seus respectivos países. A tentativa de um novo acordo ficará para um segundo encontro, que ainda não tem data definida.

O encontro durou cerca de cinco horas e alguns pontos de interesse mútuo foram discutidos, segundo Vladimir Medinsky, assessor presidencial russo, chefe das delegações russas nas conversações entre Rússia e Ucrânia. 

“Naquele período [de cinco horas de reunião], revisamos todos os aspectos da agenda, encontramos alguns pontos para projetar uma postura mútua. E o mais importante, concordamos em continuar com o processo de negociação”, disse à agência oficial de Belarus, Belta.

A reunião desta 2ª ocorreu no quinto dia de guerra, sob as ameaças nucleares do presidente russo, Vladimir Putin, e após uma madrugada de bombardeios contra a capital ucraniana, Kiev, e a maior cidade do país, Kharkiv. A Ucrânia chegou ao encontro com o pedido de cessar-fogo, mas com não houve acordos imediatos. O país, que está sob intenso ataque russo, se moveu para consolidar seu vínculo com o ocidente, nesta 2ª feira (28.fev), assinando um pedido de adesão à União Europeia, o que pode levar anos.

Mykhailo Podoliak, conselheiro-chefe do gabinete do presidente da Ucrânia, destacou, após as tratativas, a continuidade das negociações o mais breve possível. 

“As delegações ucraniana e russa realizaram hoje a primeira rodada de negociações com o objetivo principal de discutir um cessar-fogo e o fim das hostilidades no território ucraniano. As partes determinaram vários tópicos prioritários sobre os quais algumas decisões foram previstas. seus capitais para que tenham a possibilidade de implementar essas decisões. As partes discutiram a possibilidade de realizar o mais breve possível uma segunda rodada de negociações onde essas questões poderão ser praticamente desenvolvidas”, afirmou Podoliak, também à Belta.

ONU

Durante o encontro para resolução do conflito, o Conselho de Segurança da Organização das Nações Unidas (ONU) também se reuniu em Assembleia Geral, com duras críticas contra a Rússia. Houve pedido para o fim imediato do conflito.

O secretário-geral da ONU, António Guterres, condenou a guerra e afirmou que lideres devem procurar a paz. “Essa situação é completamente inaceitável”, disse. “A guerra deve parar agora”, declarou, em outro momento.

Conforme divulgações de antes da reunião, um pedido de cessar-fogo “imediato” e retirada da tropas russas foi apresentado pela Ucrânia. A Rússia não divulgou posicionamento, mas registrou impactos em seu sistema financeiro. As sanções econômicas, aplicadas por países do ocidente geraram impactos na economia russa.

O rublo, moeda da Rússia, caiu 30%, nesta 2ª feira, e o Banco Central do país subiu os juros de 9,5% para 20% para tentar controlar inflação. Na Rússia, longas filas se formaram nas portas dos principais bancos para o saque de recursos. 

Informações do SBT News