Rússia diz ter assumido o controle de Kherson, no sul da Ucrânia

O exército russo informou, nesta 4ª feira (2), que assumiu o controle da cidade de Kherson, no sul da Ucrânia, próxima à Crimeia. O anúncio ocorre uma semana após o presidente da Rússia, Vladimir Putin, ordenar o início da operação militar no país, que já resultou na morte de ao menos 352 civis.

A escalada russa continua por toda a Ucrânia e os soldados avançam com ataques e bombardeios. Nesta manhã, um míssil atingiu o prédio da polícia ucraniana na cidade de Kharkov e várias explosões foram relatadas no município de Mariupol, no sul do país. O principal objetivo é conquistar a capital Kiev.

Em nota, o Ministério da Defesa da Ucrânia negou a informação do governo russo. Segundo a pasta, as batalhas continuam acontecendo e a cidade não está totalmente tomada pelas forças russas, uma vez que algumas partes ainda permanecem sob o controle das autoridades ucranianas.

Vídeos publicados nas redes sociais mostram tanques de guerra transitando pela cidade. Para tentar conter o avanço russo, os moradores instalaram barricadas improvisadas nas fronteiras das cidades, com pedaços aleatórios de metal, madeira e pneus velhos. A maioria também permanece armada.

Ao mesmo tempo, mais de 660 mil cidadãos já deixaram a Ucrânia para fugir dos conflitos militares. A capital Kiev, por exemplo, está praticamente vazia. Segundo a Agência da ONU para Refugiados (ACNUR), grande parte dos refugiados tentam se alocar em países como Polônia, Hungria, Moldávia, Romênia e Eslováquia. 

Informações do portal SBT NEWS