Secretaria Municipal da Saúde recebe 87 novos residentes

Curitiba recebe nesta semana os profissionais de Saúde que iniciam seus programas de Residência. São 87 recém-formados selecionados para as turmas de 2022 das residências promovidas pela Secretaria Municipal da Saúde (SMS).

Na aula inaugural do programa, nesta quarta-feira (2), a secretária Municipal da Saúde, Márcia Huçulak, conversou com os novos residentes, no auditório do Hospital Municipal do Idoso. 

“Estamos felizes por ofertar formação para profissionais que vão primar pela excelência na assistência. Temos uma visão de futuro de tornar Curitiba a cidade mais saudável e feliz do Brasil, com a Saúde 4.1. Vocês são a geração da Saúde 4.1 e queremos que aprendam muito e contribuam para tornar nossa visão de futuro uma realidade”, destacou Márcia Huçulak.

A Saúde 4.1 é o projeto da SMS que incorpora novas tecnologias no atendimento em Saúde (inspirados na Indústria 4.0) e permite que as informações e o cuidado fluam de maneira rápida e eficiente em benefício do cidadão.

Investimento na qualificação

São nove programas ofertados no SUS Curitibano: Psiquiatria; Clínica Médica; Medicina de Família e Comunidade; Geriatria; Medicina de Emergência; Medicina Intensiva; Multiprofissional em Saúde do Idoso; Enfermagem Urgência e Emergência; e Saúde da Família.

A residência é uma modalidade de ensino de pós-graduação caracterizada por treinamento em serviço, em tempo integral e é promovida pela Prefeitura de Curitiba para a qualificação dos profissionais de Saúde da cidade para prestarem o melhor atendimento aos curitibanos.

Selecionada para a Residência em Medicina de Família e Comunidade, a médica Jéssica Kavilhuca conta que a escolha pelo programa ofertado pela SMS levou em consideração o reconhecimento dos profissionais da área na qualidade da formação ofertada.

“A residência na Prefeitura abriu uma porta para uma área da Medicina com novas possibilidades para minha carreira. Os comentários que ouvi sobre o programa me incentivaram a escolher cursar a residência da SMS “, disse Jéssica.

Os programas de residência são promovidos pela Secretaria Municipal da Saúde de Curitiba (SMS) e a pela Fundação Estatal de Atenção à Saúde (FEAS), certificados pelas Faculdades Pequeno Príncipe (FPP) e FEAS e os selecionados recebem uma bolsa mensal, financiadas pelo Ministério da Saúde.

A aula inaugural foi ministrada pela psicóloga Luciana Elisabete Savaris, que falou sobre o tema Tecnologias de Cuidado em Saúde e contou com a presença da superintendente de Gestão da SMS, Flávia Quadros, o diretor-geral da Feas, Sezifredo Paz.

Medicina da Família

Nesta quinta-feira (3), foi a vez dos 43 novos residentes de quatro programas de Residência em Medicina de Família e Comunidade do município também iniciaram suas atividades de 2022, no evento de integração, no Salão de Atos do Parque Barigui.

Com a presença da secretária Márcia Huçulak, participaram da integração os médicos selecionados nesta residência da SMS e os que irão cursar os programas do Hospital Pequeno Príncipe (HPP); do Hospital das Clínicas (HC), da Universidade Federal do Paraná (UFPR); e do Hospital Cajuru, da PUC-PR.

Os quatro programas são integrados e terão as Unidades de Saúde de Curitiba como cenário da prática profissional em Medicina da Família e Comunidade.

“Curitiba é nosso campo de prática, onde esses profissionais vão ter a oportunidade de aprender, atuar e se aperfeiçoar em um sistema de Saúde muito bem organizado”, destacou o coordenador da residência Medicina de Família e Comunidade de Curitiba do HC, Francisco Carlos Mouzinho de Oliveira.

Também participaram os coordenadores das residências da SMS, Joseane Maria de Andrade Mouzinho de Oliveira; do Hospital Pequeno Príncipe, Bruno Marach Bizinelli; e do Hospital Cajuru, Livia Cissi Gonçalves Souza Piechnik.

Informações da Prefeitura de Curitiba