Selena Gomez lança maquiagem para mulheres com lúpus; saiba mais sobre a doença

Uma marca de maquiagem que leva o nome da cantora norte-americana Selena Gomez chegou ao Brasil no início de agosto. Os produtos foram feitos pensando na luta que ela enfrenta contra o lúpus, doença autoimune que enfraquece as articulações.

A cantora desenvolveu uma marca de maquiagem inclusiva, pensada para pessoas com mobilidade reduzida. A Rare Beauty, disponível exclusivamente na Sephora Brasil, atua na luta para o tratamento da saúde mental. 

O lúpus é uma doença reumatológica que se manifesta com a formação de autoanticorpos — o corpo reage contra estruturas próprias do organismo, por um defeito do sistema imunológico. A presidente da Sociedade Brasileira de Dermatologia – Regional Paraná, Paula Schiavon, conta onde a doença se manifesta.

“Pode ser localizada na pele, podendo fazer lesões avermelhadas ou feridas, pode causar dores articulares, artrite, doença no pulmão, alterações nos exames de sangue, anemia e alterações neurológicas”, diz.

A cantora anunciou ter lúpus eritematoso sistêmico (LES) em 2015 e dois anos depois, Selena precisou realizar um transplante de rim. 

“Descobri que precisava fazer um transplante de rim devido a meu lúpus e estava em recuperação. Isso é algo que precisava fazer pela minha saúde”, publicou.

O diagnóstico da doença requer vários exames: “é difícil de fazer, e muitas vezes a gente precisa ter uma associação de vários sintomas do paciente, além de alguns exames de sangue”, afirma Paula. 

A doença não é contagiosa, dessa forma, não pode ser transmitida de uma pessoa para outra. São diversos processos internos desenvolvidos no organismo, que não são passados para terceiros.

O lúpus não tem cura, mas pode ser tratado para diminuir a formação de anticorpos contra as estruturas do corpo e minimizar os sintomas. Segundo a Sociedade Brasileira de Reumatologia, a estimativa é de que existam cerca de 65 mil pessoas com lúpus no Brasil, sendo a maioria mulheres.