Taxa de desemprego registra queda de 11% em janeiro deste ano

A taxa de desempregados brasileiros teve queda de 11,2% em janeiro deste ano, quando comparado com o mesmo período de 2021, atingindo o menor patamar desde abril de 2016. Os dados, apontados pela PNAD Contínua, mostram a presença de recuperação do mercado de trabalho nacional, que, no primeiro mês do ano, contava com 94,1 milhões de profissionais.

Apesar do cenário positivo, a pesquisa apresentou que a maior parte das novas vagas continua sendo gerada nos segmentos informais da economia. No último trimestre móvel, encerrado no início do ano, enquanto o montante de trabalhadores com carteira avançou 9,3%, na comparação interanual, os contingentes de ocupados sem carteira e por conta própria se expandiram 19,8% e 10,3%, respectivamente.

Entre os 13 segmentos pertencentes ao grupo, dez apresentaram crescimento de 10%, com serviços domésticos, construção civil, alojamento e alimentação, e comércio crescendo mais de 20% no ano. O setor da indústria extrativa apresentou aumento de 66%, mas novamente deve ser levada em consideração a pequena base de cálculo (em torno de 10 mil empregados). 

Em relação à taxa de desocupação, os dados apontam que, até janeiro, o país ainda possuía um contingente de 12,1 milhões de desempregados, dos quais mais de 30% estão nesta situação há mais de dois anos. Já a subocupação, composta por brasileiros que continuam procurando emprego, o nível foi de 6,5 milhões, ou seja, 6,9% do total da ocupação, o que vem a ser a menor parcela desde o início da retomada do mercado de trabalho.

Informações SBT News