Setores da gastronomia buscam soluções em sistemas de tecnologia

Um estudo do Sebrae, divulgado recentemente pela Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel), calcula que o setor gastronômico deve, em outubro, recuperar níveis de faturamento anteriores ao da pandemia de covid-19. O caminho rumo a essa retomada tem passado pelo investimento, por parte do setor de gastronomia, em tecnologia para a gestão dos negócios.

O reflexo dessa previsão pode ser percebido nos últimos resultados da empresa especializada no desenvolvimento de soluções para o segmento – a ACOM Sistemas, com sede em Curitiba e São Paulo, e que atende todo o Brasil.

A empresa apresentou, no primeiro semestre de 2021, um crescimento de 25%, valor equivalente ao índice registrado em todo o ano de 2020. O volume de novos clientes de food service já superou em mais 100% o volume para o mesmo período do ano passado.

Para o CCO da ACOM Sistemas, Eduardo Ferreira, o desempenho é um indicativo concreto de que o mercado já constatou que o investimento em softwares de gestão especializados é essencial para impulsionar os negócios em um ramo de atividade duramente impactado pela pandemia.

O gestor traça um perfil dos novos clientes em busca dessa retomada. “No geral, são grupos de empresas – clientes que têm mais de um CNPJ e precisam de uma gestão mais centralizada de seus estabelecimentos. Alguns chegam sem ter nenhum sistema adotado; outros até têm, mas buscam uma evolução. E todos entendem que precisam controlar melhor seus gastos, rentabilizar suas operações”, exemplifica Ferreira.

De acordo com o CCO da ACOM Sistemas, uma das aplicabilidades do sistema está na elaboração dos próprios cardápios e no processo de montagem dos pratos. Softwares permitem ao gestor constituir menus e refeições padronizados, na medida certa para satisfazer os clientes, evitar desperdícios e controlar os custos efetivos de cada prato comercializado.

Já no campo da administração da empresa, as soluções tecnológicas viabilizam processos relacionados à gestão fiscal, financeira e contábil de modo a atender às especificidades do setor gastronômico.