Twitter suspende contas que tentaram contornar suspensão de Trump na plataforma

Por Elizabeth Culliford

(Reuters) – O Twitter suspendeu várias contas nesta semana contas criadas para compartilhar declarações do website do ex-presidente dos Estados Unidos Donald Trump, alegando que elas quebraram as regras contra a evasão da suspensão de contas.

Trump foi banido do Twitter, onde tinha mais de 88 milhões de seguidores, e de outras plataformas de redes sociais após a violenta invasão ao Capitólio em janeiro por seus apoiadores.

Na terça-feira, uma página foi adicionada ao website de Trump, chamada “Da Mesa de Donald J. Trump”, e onde ele posta mensagens que podem ser compartilhadas por seu público tanto para o Twitter como para o Facebook.

“Como declarado nas nossas políticas de evasão à suspensão, tomaremos ações de fiscalização sobre contas cuja intenção aparente é substituir ou promover conteúdos afiliados com uma conta suspensa”, disse um porta-voz do Twitter em nota.

Um representante de Trump disse que não teve nada a ver com as contas suspensas, entre elas @DJTDesk, @DJTrumpDesk, @DeskofDJT e @DeskOfTrump1.

O Twitter, que já disse que a suspensão de Trump é permanente, mesmo se ele concorrer ao cargo novamente, disse que seus usuários podem compartilhar conteúdos da página de Trump apenas se isso não violar as regras de evasão à suspensão.