Ucrânia frustra ciberataque da Rússia contra instalações de energia elétrica

As autoridades de Kiev anunciaram que a Ucrânia frustrou um ciberataque russo contra uma das maiores instalações de energia elétrica do país.

O ataque foi executado por um grupo de hackers chamado Sandworm, com vínculos com os serviços de inteligência da Rússia, de acordo com o Computer Emergency Response Team (CERT) ucraniano.

O grupo hacker pretendia cortar o fornecimento de energia elétrica de milhões de ucranianos. Segundo a agência governamental, o plano estava previsto em duas fases: o primeiro ataque foi em fevereiro e o segundo ataque estava previsto para o começo de abril.

O malware — software feito intencionalmente para causar danos a um computador — chamado de ‘Industroyer2’ chegou a entrar no sistema de gestão de rede da instalação, no entanto, o ataque foi mal-sucedido e não provocou o corte de energia previsto. 

Este malware é uma versão atualizada do mesmo sistema que foi usado em dezembro de 2015 contra as instalações de energia do país, quando os hackers conseguiram com sucesso deixar milhares de casas sem luz na Ucrânia.

A declaração foi dada durante coletiva à imprensa por Victor Jora, funcionário de alto escalão do governo da Ucrânia.

Informações do portal SBT News.