Varíola dos macacos: mundo soma 12 mortes e 35 mil casos, diz OMS

O número de casos de varíola dos macacos continua crescendo no mundo. Segundo balanço da Organização Mundial da Saúde (OMS), divulgado nesta quinta-feira (17), mais de 35 mil casos da doença foram relatados em 92 países, sendo 7,5 mil infecções notificadas apenas na última semana. A cifra representa um aumento de 20% na média semanal de contaminações, sendo que 12 mortes já foram registradas.

“Quase todos os casos estão sendo relatados na Europa e nas Américas, e quase todos os casos continuam sendo relatados entre homens que fazem sexo com homens, ressaltando a importância de todos os países projetarem e fornecerem serviços e informações adaptados a essas comunidades que protejam a saúde, direitos e dignidade”, disse o diretor-geral da entidade, Tedros Adhanom.

Ele ressaltou que, atualmente, o foco principal para todos os países deve ser garantir que as unidades de saúde e laboratórios estejam preparadas para a varíola dos macacos. Neste caso, os profissionais devem ser orientados para interromper a transmissão da doença usando ferramentas eficazes, como a vigilância aprimorada do vírus, o rastreamento de contatos e a vacinação.

“A OMS tem mantido contato próximo com os fabricantes de vacinas e com países e organizações que desejam compartilhar doses. Continuamos preocupados que o acesso desigual a vacinas que vimos durante a pandemia de covid-19 se repita e que os mais pobres continuem sendo deixados para trás”, afirmou, acrescendo que a disponibilidade das doses ainda é limitada.

Informações de SBT News