ONU expressa preocupação com deportação em massa de venezuelanos nos EUA

Representantes da Organização das Nações Unidas (ONU) expressaram preocupação com as deportações em massa de venezuelanos nos Estados Unidos. Segundo a entidade, até o momento, cerca de 3 mil cidadãos foram enviados para o México, sobretudo para cidades fronteiriças como Matamoros, Nogales e Piedras Negras.

“É muito preocupante ver pessoas que estão fora dos abrigos, não há espaço para todos”, disse Dana Graber Ladek, chefe da Missão no México para a Organização Internacional para as Migrações (OIM). Ela acrescentou que famílias com pessoas vulneráveis, incluindo gestantes e doentes, também estavam sendo expulsas dos Estados Unidos.

A política de deportação foi anunciada pelo governo na última semana e prevê conter o tráfego de venezuelanos ilegais no país. Em agosto, por exemplo, o grupo tornou-se a segunda maior nacionalidade a chegar na fronteira norte-americana, superando os viajantes procedentes da Guatemala e de Honduras.

Sob um plano bilateral, o governo de Joe Biden informou que irá aceitar 24 mil imigrantes venezuelanos por via aérea. O programa é baseado em outro plano de imigração dos Estados Unidos, que permite a entrada legal de 100 mil refugiados para estadias de até dois anos. Para isso, é preciso que o viajante comprove estabilidade financeira.

Desde 2014, estima-se que 6,8 milhões de venezuelanos fugiram do país devido à queda da economia, principalmente para países da América Latina e do Caribe. A força relativa da economia norte-americana, no entanto, fez com que muitos tentassem cruzar a fronteira, muitas vezes de forma ilegal.

Informações SBT News