Advogado é preso por desacato após não deixar cliente ser detido em Curitiba

O advogado Caio Percival, que possui escritório em Curitiba, foi preso na tarde deste sábado (24), na Delegacia de Delitos de Trânsito (Dedetran). A polícia afirma que ele desacatou as autoridades. Cerca de sete horas após a prisão, Percival foi solto.

Segundo informações apuradas no local, o advogado foi na delegacia acompanhado de dois clientes para tratar de um acidente de moto, que ocorreu há cerca de um ano.

Os dois clientes estavam na moto e foram atingidos por um carro que estava na contramão. O motorista do veículo não parou para prestar socorro, segundo a defesa.

O caso ainda segue sendo investigado e os clientes foram prestar depoimento. Ao chegarem no local, policiais quiseram prender o homem que estava pilotando a moto no dia do acidente, porque ele estava sem carteira de habilitação na época.

Uma discussão começou no local porque o advogado não permitiu a prisão e ele acabou sendo detido por desacato.

O advogado Rodrigo Cunha, que defende Percival, afirmou que o caso se trata de abuso de autoridade. Ele ainda disse que, desde a época do ocorrido, os envolvidos já foram na Dedetran algumas vezes, mas nunca ficaram detidos, e que o cliente, que foi vítima do acidente, não deveria ser preso pela infração.

Caio Percival foi solto algumas horas depois. Um boletim de ocorrência foi registrado pelos clientes e o caso será investigado.

Em nota, a Polícia Civil (PC) se pronunciou sobre a prisão do advogado. Veja:

A Polícia Civil do Paraná (PCPR) informa que já tomou conhecimento dos fatos. Pela análise preliminar das imagens, fica claro que os policiais agiram corretamente ao serem desrespeitados pelo advogado. As circunstâncias gerais que envolveram o ocorrido serão analisadas.

Colaboração repórter Adriana Lopes | Rede Massa