Preso por estuprar criança foge da delegacia e mobiliza polícia na RMC

As autoridades policiais da região metropolitana de Curitiba (RMC) estão mobilizadas na busca por Jaílson Rodrigo Bastos de Lima, de 28 anos. Ele foi preso em flagrante na última terça-feira (29) na cidade de Agudos do Sul por estuprar uma criança de 11 anos ao invadir a casa da vítima. Vinte e quatro horas depois, contudo, ele conseguiu escapar do lugar onde estava preso e ainda não foi encontrado pela polícia.

Um familiar da vítima da violência sexual contou que a criança estava em casa com outros dois irmãos, de 3 e 4 anos de idade. A mãe deles já tinha saído para trabalhar às 5 horas e a babá só chega depois das 8 horas. Nesse intervalo em que as crianças estavam sozinhas, o criminoso invadiu a residência e cometeu o estupro contra a menina, que foi amordaçada e amarrada – o garoto de quatro anos assistiu à cena.

A Polícia Militar foi acionada e durante a tarde conseguiu encontrar o suspeito. Ele foi levado para a delegacia da Polícia Civil de Fazenda Rio Grande, que responde também pelos casos ocorridos em Agudos do Sul. Como ele foi preso por crime sexual contra uma criança, os policiais tiveram receio de colocá-lo em uma cela com outros presos porque ele poderia sofrer algum tipo de retaliação. O preso, então, foi colocado em uma sala dentro da delegacia para preservar a própria segurança.

O que ninguém esperava é que na tarde de quarta-feira (30) ele conseguiria sair da sala, pular o muro e fugir. A menina vítima do estupro está muito abalada e não fala sobre o caso. Ela continua internada no Hospital Pequeno Príncipe para o tratamento das lesões e também com medicamentos antivirais para prevenir possíveis infecções provocadas pela violência sexual.

Assim que soube do caso, a mãe da vítima pediu demissão do trabalho e segue no hospital acompanhando o tratamento da filha. Os moradores da região também denunciam a existência de uma boca de fumo na região do crime e apontam que o estuprador seria um usuário de drogas que frequenta a região. Informações que ajudem a localizar o criminoso podem ser repassadas anonimamente aos telefones 0800 643 1121, 190 e 181.

Em nota, a assessoria de imprensa da Polícia Civil informou que instaurou um inquérito para apurar as circunstâncias da fuga e que realiza todas as diligências para recapturar o suspeito.