Acusados de matar empresário na RMC são condenados pelo júri

Três dos quatro acusados de matarem o empresário George Humberto Bini, em 2019, foram condenados à prisão pelo Tribunal do Júri. A decisão dos jurados saiu na madrugada desta sexta-feira (5) após dois dias de trabalhos no Fórum.

Foram quase três anos entre o dia do crime e a decisão do Poder Judiciário, período em que amigos e familiares se mantiveram confiantes na condenação.

O empresário foi encontrado carbonizado às margens da Rodovia dos Minérios, em Almirante Tamandaré, região metropolitana de Curitiba, na manhã de 29 de agosto de 2019. A namorada dele à época, Sandra Mara dos Santos, e seu ex-marido, Antônio Carlos Faria Sobrinho, foram presos e confessaram a participação no crime.

Eles orquestraram a ação que terminou com a morte de Bini. Eder Brumon foi o autor do homicídio, segundo a denúncia do Ministério Público (MPPR). Iracema Stresser teria participado do crime fazendo a ponte entre Sandra e Eder.

Iracema foi absolvida, mas Sandra, Antônio Carlos e Eder foram condenados com penas que variam de 23 a 25 anos de prisão

Colaboração Marlon Santiago/Rede Massa.