Portos do Paraná registram recorde histórico de movimentação em 2021

A Portos do Paraná ultrapassou o recorde histórico de movimentação anual. Até às 17 horas desta quinta-feira (30), foram 57.345.800 toneladas de cargas carregadas e descarregadas pelos terminais de Paranaguá e Antonina. Em 2020, quando a marca anterior foi registrada, os portos paranaenses fecharam o ano com uma movimentação de 57.338.001 toneladas de produtos de importação e exportação.

“Mesmo diante de todas as dificuldades que enfrentamos novamente neste ano, vamos fechar 2021 com mais uma movimentação histórica, graças aos investimentos que garantem competitividade e excelência às operações dos nossos portos. O ótimo desempenho também é resultado do esforço e dedicação dos nossos trabalhadores portuários”, destaca o governador Carlos Massa Ratinho Júnior.

O secretário de Estado de Infraestrutura e Logística, Sandro Alex, ressalta a contribuição da gestão portuária paranaense e o trabalho das empresas e operadores que investem e confiam nos portos do Paraná. 

“Os números só vêm para confirmar e coroar o trabalho exaustivo da melhor gestão portuária entre os portos públicos do Brasil. Esse é o resultado que alcançamos com uma comunidade portuária que trabalha integrada pelo desenvolvimento do Paraná”, afirma o secretário.

Números

Entre os principais dados de 2021 nos portos paranaenses está o aumento de 10% na movimentação de carga geral. No período, também houve alta de 4% na operação envolvendo granel líquido; 11%, no volume de toneladas movimentadas em contêineres; e 9%, em celulose.

Considerando a movimentação mensal, em dezembro de 2020, os portos de Paranaguá e Antonina movimentaram 3.777.259 toneladas de carga. Neste ano, até às 7 horas desta quinta-feira (30), foram 4.267.933 toneladas – cerca de 13% a mais.

Dezembro de 2021 também vai fechar com a maior movimentação mensal da história, para os mesmos 31 dias, como destaca o diretor-presidente da Portos do Paraná, Luiz Fernando Garcia.

Segundo Garcia, apesar dos últimos dados mensais de fechamento registrarem queda, principalmente entre os graneis sólidos de exportação – em especial no milho e na soja, por questões climáticas e de mercado – o novo recorde se deve ao acréscimo obtido nos demais segmentos.

“Principalmente na Carga Geral, tanto na importação quanto na exportação, mas também entre os granéis líquidos e na descarga dos fertilizantes, que são granéis sólidos de importação”, comenta o executivo da empresa pública sobre os dados de 2021.

Os números de dezembro serão consolidados e disponibilizados na primeira semana de janeiro. As demais estatísticas da movimentação nos portos do Paraná podem ser acessadas.

Informações da Agência Estadual de Notícias