Banco de Leite Humano do HU/UEL precisa de doadoras

O Banco de Leite Humano (BLH) do Hospital Universitário (HU) da UEL tem registrado baixa no estoque de leite e, por isso, precisa de doadoras. O setor registra, em média, 280 litros de leite humano doados por mês. Porém, o estoque atual está entre 90 e 100 litros, muito abaixo do necessário para alimentar os bebês prematuros recém-nascidos do hospital. 

“Estamos vivenciando um momento crítico, com diminuição de mães doadoras e, consequentemente, diminuição do volume de leite doado e aumento do nascimento de bebês prematuros que necessitam do leite humano pasteurizado. Considerando o volume de leite distribuído diariamente para os bebês internados e o nosso estoque hoje, daria para aproximadamente 20 dias”, diz Katiucy Campana, enfermeira do BLH.

Devido a pandemia, todo o processo de cadastro para a doação tem sido feito por telefone ou WhatsApp e os cuidados de segurança para evitar a contaminação pelo coronavírus têm sido tomados.

“A mulher não precisa se deslocar, todo o cadastro é realizado pelo WhatsApp ou por telefone, e a entrega dos kits é feita em domicílio, com todos os cuidados e sem contato com a doadora. E, posteriormente, a retirada dos frascos na casa das doadoras é realizada semanalmente”, explica Campana.

A doação pode ser definida como um gesto de amor e também uma forma de salvar vidas. “A doação de leite, além de ser um gesto de solidariedade, de amor, é uma forma de alimentar e salvar vidas. O leite humano é o melhor sustento que podemos oferecer para os bebês prematuros, por ter um excelente valor nutricional, possui fatores de proteção que auxiliam no combate a infecções, estimula o desenvolvimento do sistema imunológico dos bebês. É importante reforçar que as mães que desejam doar e ajudar, não precisam parar de amamentar os seus filhos”, ressalta a enfermeira.

Quem pode doar

Para ser uma doadora, a mãe precisa estar saudável, amamentando o próprio filho e ter sobra de leite. As mulheres que quiserem doar podem entrar em contato com o BLH pelo telefone (43) 3371-2390.

O setor funciona de segunda à sexta-feira das 08h às 17h e aos sábados das 7h às 11h30. Além de receber e distribuir o leite humano, o BLH auxilia e orienta as mulheres que tiverem dificuldade com o processo de amamentação.

Informações da Agência Estadual de Notícias