Bêbadas se envolvem em confusão, agridem GM e atacam equipe de reportagem

Três mulheres protagonizaram cenas lamentáveis na madrugada desta sexta-feira (28) em Curitiba, agrediram um guarda municipal e atacaram a reportagem da Rede Massa | SBT. O repórter Iverson Vaz e o cinegrafista Elbio Tavares foram ofendidos gratuitamente enquanto tentavam trabalhar; Iverson, inclusive, levou um tapa no rosto de uma das protagonistas do vexame.

A situação teve início quando a Guarda Municipal (GM) foi acionada para atender a uma confusão em frente a um bar da capital paranaense envolvendo uma pessoa sob efeito de álcool no trânsito. Quando chegaram ao local, encontraram uma mulher que estava embriagada e inconsciente – ela chegou a ser levada para o hospital com suspeita de coma alcoólica. A reportagem também esteve no local para acompanhar a atuação da GM, o que deixou as três bêbadas revoltadas.

Ainda sem serem identificadas, as mulheres disseram que perceberam o estado grave da jovem desmaiada e tentaram ajuda-la. Contudo, quando os repórteres tentaram entrevistá-las, todas se descontrolaram a passaram a ofender a equipe de TV. Além do uso de palavras de baixo calão e gestos mal-educados, elas chamaram Iverson Vaz de “pobre” e se vangloriaram de consumirem “champagne de R$ 300”. Durante a confusão, um rapaz que acompanhava o trio se esconde embaixo do capuz e também ofende os jornalistas.

Com o objetivo de intimidar os repórteres e tentar cercear o trabalho da imprensa em uma área pública, no meio da rua, uma delas chegou a se identificar como advogada e ameaçou processar os jornalistas caso sua imagem fosse veiculada na televisão. Além disso, um guarda municipal levou um tapa de uma das suspeitas, o que pode configurar o crime de desacato e resistência.

As protagonistas desse papelão ainda não foram identificadas, mas deverão responder judicialmente por perturbação do trabalho, agressão, calúnia e difamação.