Sem aceitar término, homem mata a ex com tiro na boca

Uma jovem de 21 anos identificada como Silvana Aparecida de Lima foi morta a tiros neste fim de semana na cidade de Bituruna, sudoeste do Paraná. O crime aconteceu na casa da vítima, no bairro Nossa Senhora Aparecida. O autor do crime foi preso na cidade de Pinhão.

Conforme informações apuradas pela reportagem do Canal 4 TV, Silvana morreu após levar um tiro à queima-roupa na boca. Ela não resistiu aos ferimentos e morreu antes da chegada do socorro e da polícia.

Imediatamente, as suspeitas da polícia recaíram sobre o ex-companheiro de Silvana. Os dois tinham terminado a relação há pouco tempo e o homem não aceitava que a ex já estava convivendo com outro homem.

Suspeito preso

A ação rápida da polícia resultou na prisão do homem que matou a ex-companheira e deixou outras duas pessoas baleadas na cidade de Bituruna. Valdecir Luís Alves, de 45 anos, foi encontrado na cidade de Pinhão, região central do Estado, fugindo após cometer os crimes.

Massagista e praticante de artes marciais, Valdecir teria ido até a casa de Silvana e deu um tiro contra a vítima, que morreu na hora. Em seguida, ele foi atrás do homem que estaria se relacionando com Silvana. Em um lavacar, o suspeito atirou várias vezes contra o homem e sua irmã, que precisaram ser levados ao hospital.

Depois dos crimes, o homem tentou fugir para Guarapuava, mas foi encontrado pela polícia quando passava pela cidade de Pinhão. Ele deve responder por feminicídio e dupla tentativa de homicídio, a princípio.