MPPR investiga loteamentos irregulares em represa da RMC

O núcleo de Curitiba e Região Metropolitana do Grupo de Atuação Especializada em Meio Ambiente, Habitação e Urbanismo (Gaema), do Ministério Público do Paraná (MPPR), cumpriu três mandados de busca e apreensão em uma residência, em um escritório comercial e em um empreendimento de natureza hoteleira. A ação teve o apoio do Grupo de Atuação de Combate ao Crime Organizado (Gaeco).

Os mandados foram cumpridos na última semana como parte da Operação Capivari, que tem como alvos uma empresa de loteamentos e seu sócio-proprietário, responsáveis pela implantação e pela venda de lotes de um empreendimento clandestino nas margens da Represa do Capivari.

A investigação apura o possível cometimento de crime de loteamento ilegal, crime contra a relação de consumo, crime ambiental e crimes de estelionato. O material apreendido será analisado em apoio à apuração dos possíveis ilícitos para o consequente oferecimento de denúncia criminal pelo MPPR.