Estudante de psicologia desaparecida pode ter sido sequestrada pelo ex-cunhado

A universitária, Rebeca Cristiny Damasceno, de 28 anos, está desaparecida há dez dias depois de ter sido sequestrada enquanto jogava baralho em um bar, no município de Campo do Tenente, na região metropolitana de Curitiba. O principal suspeito de ter arrastado a garota é o ex-cunhado, Edson Júnior Mattge, de 24 anos, que está com mandado de prisão preventiva expedido.

Segundo a polícia, tudo aconteceu no último domingo (6), quando a estudante de psicologia foi retirada do estabelecimento à força e colocada dentro de um carro, um Ford Ecosport. No entanto, os familiares da moça vivem um drama à procura do paradeiro ou de informações que possam levar até a jovem.

(Foto: Reprodução/Redes sociais)

“O Juninho é uma pessoa que se acha o dono daquele lugar. Ele pegou ela pelos cabelos e colocou dentro do carro. Quinze minutos depois veio sem minha irmã, cadê ela? Peço à família dele que interne ele, já tentou me matar com o meu filho no colo”, disse a irmã da vítima que não quis se identificar.

As investigações estão avançadas e apontam que Rebeca foi surpreendida pelo ex-cunhado e também um por adolescente, que está sendo investigado. De acordo com testemunhas, após sumir com a garota, Juninho retornou ao local e teria ameaçado o proprietário do estabelecimento.

Em posse do celular da estudante, o ex-cunhado revelou que “a Rebeca já era”, dando a entender que havia tirado a vida dela. Entretanto, o caso continua sendo investigado e a polícia trabalha com duas linhas de investigação: um crime de vingança pelo fato de Juninho ter sido denunciado pela família de Rebeca ou por supostamente a jovem ter delatado um dos comparsas do ex-cunhado.

(Foto: Juliana Rodrigues/Rede Massa)

A jovem tem três filhos e não consta com passagens pela polícia. A Delegacia de Rio Negro, responsável pela comarca, fica a cargo das investigações.