Deppen abre processo interno para apurar envolvimento de viaturas em acidente na BR-277

O Departamento de Polícia Penal do Paraná (Deppen) vai investigar internamente um suposto envolvimento de viaturas penitenciárias em um acidente que matou um caminhoneiro na BR-277, nesta terça-feira (4). 

O caso aconteceu em Candói, município do interior do Paraná. Dois caminhões que estavam em sentidos opostos colidiram no km 402 da BR-277. Uma das carretas tinha placas do Paraguai. O motorista paraguaio morreu no local. Já o condutor brasileiro foi encaminhado ao hospital com múltiplas fraturas. 

Testemunhas do acidente afirmaram à Polícia Rodoviária Federal (PRF) que avistaram duas viaturas do Deppen realizando ultrapassagens proibidas.  As manobras teriam provocado a colisão entre os dois caminhões. 

Procurado, o Deppen informou que os servidores que estavam nas viaturas estão prestando depoimento como testemunhas e que, de acordo com as informações apuradas até agora, eles não se envolveram diretamente no acidente. O departamento disse ainda que vai abrir um procedimento administrativo interno para apurar o caso.