Ameaça de bomba em banco mobiliza PM em Colombo; caixa tinha materiais para ‘macumba’

Uma ameaça de pânico causou correria e mobilizou equipes da Polícia Militar até a agência da Caixa Econômica de Colombo, na região metropolitana de Curitiba. Uma caixa deixada na frente do banco despertou a suspeita em clientes e funcionários e a área ficou isolada até a confirmação do que havia dentro da embalagem: objetos relacionados à ‘macumba’.

O caso foi registrado na marginal da Avenida José de Anchieta, perto do terminal do Maracanã. A caixa de presente foi deixada na frente da agência durante a madrugada e, no início da manhã, quando as primeiras pessoas chegaram para trabalhar, estranharam a embalagem.

As primeiras equipes da PM que chegaram ao local fizeram o isolamento da área para garantir a segurança de clientes e funcionários. Por meio de chamada de vídeo, o Esquadrão Antibombas solicitou informações que pudessem indicar ameaças a trabalhadores ou mesmo à própria agência.

Depois que as principais suspeitas foram descartadas, os PMs que atenderam à ocorrência foram autorizados pelo grupo especializado a abrirem a caixa.

Dentro da embalagem, encontraram pedaços de animais mortos e outros objetos relacionados a cultos de religiões com origem afro-brasileira, conhecidas popularmente como ‘macumba’.

Depois de controlada a situação, o banco foi reaberto e os clientes voltaram a formar filas para receberem atendimento. Até a publicação desta matéria, não havia informações sobre quem teria deixado o material na frente do banco.

Colaboração Leo Coelho/Rede Massa.