“Ele é um monstro. Meu filho não existe mais”, diz mãe de homem que matou esposa a facadas

A família do homem que matou a esposa a facadas na madrugada de quarta-feira (5), em Colombo, está desolada e com medo de que ele retorne à casa onde aconteceu o crime. Cleverton Luiz Andrade Júnior assassinou Ana Paula, de 29 anos, enquanto ela dormia e na frente dos filhos do casal, segundo a polícia.

O casal e as crianças, um menino de 4 anos e uma menina de 3, moravam na residência dos fundos do terreno. No imóvel da frente, vivem a mãe e o irmão de Júnior. A mãe, Lucy dos Anjos, foi quem encontrou a nora morta após a neta dizer que a mãe “estava dormindo acordada”.

Em entrevista ao programa Tribuna da Massa, ela lamentou a morte de Ana Paula e disse que era uma pessoa “faceira e feliz da vida”. A mãe ainda disse que, se o filho for encontrado, não quer vê-lo. “Ele é um monstro. Meu filho não existe mais, meu Júnior não existe mais”, avisou.

Na noite de quarta, Cleverton retornou ao local do crime e foi visto pelo filho, que avisou a família que o pai esteve ali. Ele deixou na casa a mochila de Ana Paula junto com os documentos dela, que ele tinha furtado após o assassinato. Uma faca, que pode ter sido a arma utilizada no feminicídio, também foi encontrada.

A mãe e o irmão de Cleverton temem que ele possa voltar para matar a família. O homem tem vício em cocaína e, dois meses atrás, estava em uma clínica de reabilitação. Uma semana antes do crime, ele teria tentado tirar a própria vida, ingerindo veneno de rato.

Segundo os familiares, o casal tinha brigas frequentes. Cleverton segue foragido.

Colaboração Winny Amorim – Rede Massa