Programa Primeiro Asfalto vai revolucionar a pavimentação de Colombo

Os moradores de Colombo, na região metropolitana de Curitiba, estão prestes a ver a cidade se transformar em um verdadeiro canteiro de obras a partir do lançamento do programa Primeiro Asfalto. A previsão do governo municipal é de que, neste momento, pelo menos 70 ruas da cidade recebam a pavimentação.

“Nosso objetivo é proporcionar mais qualidade de vida aos colombenses e buscamos isso incansavelmente. Com o programa Primeiro Asfalto, vamos conseguir ampliar a pavimentação na cidade e o pagamento pelos serviços só será iniciado após a realização total ou parcial das obras”, destaca o prefeito Helder Lazarotto.

O ‘Primeiro Asfalto’ foi lançado em julho deste ano com o objetivo de viabilizar a pavimentação das ruas da cidade. Os serviços também contam com implantação de calçadas, meio-fio, arborização, paisagismo e acessibilidade.

Foto: Divulgação

Marco na história de Colombo

Para o vice-prefeito, Professor Alcione, o lançamento do programa é um marco muito importante ao longo dos 132 anos de história da cidade. “É motivador para o contribuinte primeiro ver a obra para depois pagar os custos. Um compromisso que assumimos quando iniciamos nosso Plano de Governo”.

O Plano Comunitário de Pavimentação, instituído em 1997, onde o município faz a contratação dos serviços quando a antecipação da receita realizada pelos participantes atinge 60% do custo orçado, será extinto somente depois que todas as obras inscritas no programa forem concluídas. 

Critérios do programa Primeiro Asfalto

Foto: Divulgação

A prioridade estabelecida pela Prefeitura fica para as ruas onde haja escola, centros municipais de educação infantil (CMEIs), equipamentos públicos, locais que sejam itinerários de transporte coletivo, objetos de programas de regularização fundiária. Ainda há margem para que outras vias sejam contempladas, desde que haja interesse público devidamente justificado.

Neste primeiro momento, serão pavimentadas 70 ruas com investimento inicial de R$ 15 milhões. O processo licitatório para as obras já está em andamento. Assim que o município captar mais recursos, o Programa será ampliado para mais vias.