Aplicativo de transporte voltado para público feminino abre cadastro para motoristas mulheres em Curitiba

Criado há cinco anos e em funcionamento em 135 cidades, o aplicativo Lady Driver chega a Curitiba com a proposta de ter motoristas mulheres levando exclusivamente passageiras mulheres. Antes mesmo do início da operação, que deve acontecer na segunda quinzena de setembro, o aplicativo já está ativo, em busca de mulheres dispostas a trabalhar nessa modalidade.

“Nossa proposta é oferecer uma alternativa de renda para as mulheres, com a segurança de saber quem elas vão transportar”, diz a embaixadora da Lady Driver em Curitiba, Juliana Carneiro.

Ela reforça que, além do serviço diferenciado, o Lady Driver também inclui, protege e empodera as motoristas e passageiras que fazem uso do aplicativo.

O aplicativo oferece o serviço conforme demanda, no qual as passageiras acionam imediatamente a lady que estiver mais próxima para realizar a viagem. Também é possível agendar com antecedência a corrida para o dia e horário de preferência. As usuárias também têm a opção de se fidelizarem ao aplicativo e podem ter a sua motorista favorita com marcação prévia para viagens futuras.

Remuneração

Um dos diferenciais do aplicativo será o formato de remuneração. O pagamento começa a partir do momento em que a corrida é aceita e com o agendamento das viagens é possível otimizar o tempo sem ficar à procura de passageiras.

O cadastro é simples e rápido e só é permitido para mulheres, basta baixar o aplicativo que está disponível em aparelhos Android e IOS. Para ser motorista é preciso ter:

  • Carteira de habilitação categoria B com EAR (Exerce Atividade Remunerada),
  • Celular Android,
  • Carro do ano 2013 ou superior, com 4 portas, 5 lugares e ar-condicionado.

Sobre a Lady Driver

A ideia de criar o aplicativo Lady Driver surgiu em 2016, após Gabryella Corrêa sofrer assédio durante uma corrida em um aplicativo de transporte. “Diante da falta de se ter um serviço que atendesse às nossas necessidades, vi a oportunidade de criar para nós, mulheres, uma plataforma que zelasse não só pelo conforto e praticidade de locomoção, mas principalmente pela nossa segurança em um dos países que mais fazem mulheres vítimas de assédio no mundo”, explica a fundadora da marca.

Em março de 2017, o app foi lançado com 1,8 mil Ladies cadastradas. O sucesso foi tanto que atualmente, o Lady Driver já atingiu a marca de mais de 80 mil motoristas parceiras. Desde o lançamento foram 2 milhões de downloads e mais de oito milhões de corridas. Nenhum caso de violência, assédio ou agressão foi registrado no aplicativo.

Atualmente, a Lady Driver opera em 135 cidades do Brasil e está colocando em prática um plano de expansão para fechar 2022 com franquias em 220 cidades.