Brigas de torcida após Athletiba são alvo de investigações da Polícia Civil

A Polícia Civil vai investigar as confusões nas ruas de Curitiba após o clássico Athletiba, na última quarta-feira (23). Vídeos que circularam nas redes sociais mostraram brigas e agressões por parte de grupos de torcedores.

Segundo o delegado Luiz Carlos Oliveira, da Delegacia Móvel de Atendimento a Futebol e Eventos (Demafe), a polícia está trabalhando para identificar os envolvidos. “Lamentavelmente esses fatos aconteceram. Tanto a Guarda Municipal como a Polícia Militar atuaram de forma exemplar. Nós estaremos identificando os marginais travestidos de torcedores para que sejam responsabilizados na forma da lei.”

As brigas foram registradas na rua Marechal Deodoro, no bairro Juvevê e também em alguns terminais. O delegado afirmou que na Arena da Baixada, onde aconteceu a partida e teve a presença apenas da torcida do Athletico, não houve confusões. “Houve um sucesso total no interior do estádio tendo em vista a torcida única”, disse.

Nos vídeos que registraram as confusões na quarta-feira, as imagens mostram grupos de torcedores com a camisa do Athletico correndo com pedaços de madeira nas mãos. Em outro vídeo, duas pessoas são agredidas. Nem todos os envolvidos estavam usando camisas de time.

No clássico Athletiba, válido pelo primeiro jogo da semifinal do Campeonato Paranaense, o Coritiba levou a melhor, vencendo o rival por 2 a 1. O jogo da volta será neste domingo (27), no estádio Couto Pereira.