Chuvas que atingiram Curitiba nesta madrugada provocam queda de árvores e alagamento

Entre a noite de terça (3) e o amanhecer desta quarta-feira (4), fortes chuvas atingiram Curitiba e provocaram estrago em alguns pontos da capital. Segundo boletim da Defesa Civil, as rajadas de vento atingiram 35,3Km/h e a precipitação acumulada foi de 50 mm.

A Central de Operações da Guarda Municipal de Curitiba recebeu quatro ocorrências. Na rua Coronel Custódio Raposo Netto, no bairro Sítio Cercado, houve registro de alagamento.

Na rua Marechal Deodoro, nº 1315, no Centro, e na rua Alexandre Glenski, nº 54, no bairro Ganchinho, houve ocorrência de erosão. Os locais foram isolados pela Sanepar e pela Guarda Municipal, respectivamente.

Já no Botiatuvinha, a Guarda Municipal prestou apoio ao Corpo de Bombeiros em um caso de queda de muro de uma residência na rua Ângelo Pianaro, nº 2.321.

Pelo sistema Central 156, a Prefeitura de Curitiba recebeu duas ocorrências de queda de árvores nas ruas Felix Damakoski, 70, no Santo Inácio ( obstrução de via); e na rua Prof. Oscar Kolbi, 354, no Lindóia. As vias ficaram obstruídas.

Os números são de ocorrências recebidas entre às 19h de terça e às 8h desta quarta-feira. Não foram registrados desabrigados e nem desalojados. Ninguém ficou ferido.

Equipes da prefeitura estão em atendimento e monitoram possíveis novas ocorrências. Os canais de atendimento as emergêrgencias são os telefones: 199 (Defesa Civil), 153 (Guarda Municipal), 156 (Prefeitura Municipal de Curitiba), 193 (Corpo de Bombeiros).

Em Almirante Tamandaré, na Região Metropolitana de Curitiba, as chuvas provocaram um deslizamento de terra que deixou um casal de idosos soterrado. Eles foram resgatados e encaminhados ao hospital.