Confira o que abre e fecha em Curitiba durante os jogos do Brasil na Copa do Mundo

A Seleção Brasileira estreia às 16h desta quinta-feira (24) na Copa do Mundo, em jogo contra a Sérvia pelo grupo H. Como todas as partidas do Brasil até uma possível final serão em dia útil, alguns serviços em Curitiba sofrerão alterações de horário.

Os jogos devem ocorrer às 16h, 13h e 12h. Veja como fica o funcionamento:

Bancos

No caso de jogos às 13h, o funcionamento das agências será das 8h30 às 11h30; e nos dias de jogos às 16h, o horário de funcionamento será das 9h às 14h.

Caso o Brasil avance para as etapas seguintes e tenha algum jogo marcado para 12h, o horário de atendimento ao público será das 9h às 11h e das 15h30 às 16h30.

Mercados

Segundo a Associação Paranaense de Supermercados (APRAS), não há determinação do órgão para o funcionamento dos mercados. Cada rede decide o seu horário de expediente durante os jogos.

Comércio

A Associação Comercial do Paraná e Sindicato dos Lojistas do Comércio de Curitiba e Região Metropolitana (Sindilojas) não fizeram nenhuma determinação geral. Cada empresa pode decidir como fará o expediente.

Para os jogos das 16h, algumas lojas devem encerrar os trabalhos às 15h30. Já no caso das partidas que começarem mais cedo, os comerciantes podem, se quiserem, assistir o confronto no trabalho e depois continuar o trabalho.

Shoppings

Os shoppins de Curitiba devem manter o funcionamento normal durante os jogos. Em alguns estabelecimentos, porém, as lojas estão autorizadas a pausas o expediente durante as partidas.

Serviços municipais

A Prefeitura de Curitiba publicou o decreto 1686 em que estabelece o funcionamento dos serviços públicos municipais nos dias úteis de jogos da Seleção Brasileira.

O expediente será:

  • das 8h às 14h, quando a partida iniciar às 16h;
  • das 8h às 11h, quando a partida iniciar às 12h;
  • das 8h às 12h, quando a partida iniciar às 13h.

O decreto aponta ainda que os serviços considerados essenciais deverão providenciar escalas de trabalho, quando possível, ou não aplicar o horário especial, de acordo com avaliação de cada órgão.