Curitiba alerta para aumento de casos respiratórios; número está dentro do esperado para época

Com a chegada da primavera, a Secretaria Municipal da Saúde de Curitiba (SMS) alerta para aumento dos atendimentos de casos respiratórios na rede municipal. A procura na última semana epidemiológica (período de 25/9 a 1/10) cresceu 11% em relação à anterior (18/9 a 24/9). O acréscimo chega a 36% na comparação com a semana de 4/9 a 10/9.

Na semana epidemiológica de 25/9 a 1/10 foram realizados 8.986 atendimentos por sintomas respiratórios na rede municipal. De 18/9 a 24/9, tinham sido 8.080. De 11/9 a 17/9, foram 7.641 atendimentos. E de 4/9 a 10/9, 6.603.  

De acordo com o diretor de Centro de Epidemiologia da SMS, o médico Alcides Oliveira, o aumento por atendimentos respiratórios nesta época do ano, entretanto, está dentro do registrado historicamente com a chegada da primavera.

“Vamos monitorar se nas próximas semanas esse crescimento se mantém dentro das médias históricas para o período ou se extrapola”, observa Oliveira.

De acordo com o superintendente executivo da SMS, Juliano Gevaerd, a rede municipal de saúde está preparada para atender o aumento de demanda do momento e também para continuar absorvendo, caso haja crescimento nas próximas semanas.

Segundo Gevaerd, o aumento de atendimentos não está ligado à covid-19 e nem está se refletindo em complicações, com internamentos por doenças respiratórias.

Orientações

Segundo Oliveira, diante do quadro atual, é importante reforçar os cuidados de prevenção contra doenças respiratórias, com intensificação da higienização das mãos e uso de máscara em ambientes fechados ou em caso de sintomas respiratórios, entre outros (mais dicas abaixo).

Além disso, há a orientação para se vacinar contra gripe, no caso daqueles que ainda não se vacinaram este ano. Até o momento, apenas 48,7% do grupo prioritário compareceu.

A vacina contra a gripe está disponível em 107 unidades de saúde para todos com 6 meses de idade ou mais. Os horários e endereços podem ser conferidos no site Imuniza Já Curitiba.

Em caso de sintomas respiratórios leves, deve-se entrar em contato com a Central Saúde Já Curitiba, pelo telefone 3350-9000. A Central funciona todos os dias, das 8 horas às 20 horas. As UPAs devem ser buscadas apenas em casos mais graves.

Síndrome gripal

Oliveira orienta para que se observe também a tríade de síndrome gripal, caracterizada por: febre igual ou maior a 38ºC, com tosse e com dor de garganta. “A ocorrência destes três sintomas simultaneamente pode levantar a suspeita para influenza”, diz ele. “Nestes casos é importante buscar o atendimento o quanto antes, via Central Saúde Já ou unidade de saúde, para que o médico avalie a necessidade de iniciar tratamento com Oseltamivir”, orienta.

O medicamento está disponível em toda a rede municipal e a indicação, em caso de suspeita de influenza durante a avaliação clínica do médico, é que seja administrado prioritariamente nas primeiras 48 horas, independentemente de teste confirmatório para gripe.

Orientações de prevenção

  • Use máscara em ambientes fechados, estabelecimentos de saúde e em caso de sintomas respiratórios;
  • Mantenha os ambientes ventilados;
  • Higienize sempre as mãos com água e sabonete líquido ou álcool gel;
  • Não toque os olhos, nariz ou boca, sem antes higienizar as mãos;
  • Use lenço descartável ao assoar o nariz. Ao tossir ou espirrar, apoie no cotovelo, nunca nas mãos;
  • Não compartilhe copos, talheres e objetos pessoais;
  • Algumas infecções respiratórias podem ser prevenidas. Verifique a carteira de vacinação pelo Aplicativo Saúde Já Curitiba. Não deixe de se vacinar contra a gripe.

Informações da Prefeitura de Curitiba