Curitiba ganha a primeira arena coberta de patinação artística

A primeira arena coberta pública para a prática de patinação artística sobre rodas do país fica em Curitiba. O equipamento, na Praça Alberto Bertoli, em Santa Felicidade, foi inaugurado na tarde desta quinta-feira (29) pelo prefeito Rafael Greca, ao lado do vice-prefeito, Eduardo Pimentel, e dos secretários do Meio Ambiente, Marilza do Carmo Oliveira Dias, e do Esporte, Lazer e Juventude (Smelj), Carlos Eduardo Pijak Junior.

A solenidade contou com a participação dos atletas da Associação de Pais e Amigos dos Patinadores Artísticos de Curitiba (Apac), que fizeram apresentações de suas coreografias premiadas em competições nacionais e internacionais. Por termo de cooperação assinado com a Smelj, que vai permitir o uso para os treinos dos atletas, o local terá também aulas gratuitas de patinação para a comunidade. Veja abaixo como vão funcionar as inscrições.

A presidente da Apac, Karla Ferreira Camargo Fisher, agradeceu a iniciativa do município. Ela acredita que, com um espaço feito especialmente para a prática do esporte, Curitiba pode ter ainda mais talentos na patinação artística.

“Temos uma estrutura adequada e esse é um sonho realizado. Vai proporcionar melhor desenvolvimento técnico e artístico para os nossos atletas e futuros atletas”, comemorou Karla.

Para a patinadora Roberta Yumi, de 13 anos, o espaço vai favorecer convocações e a conquista de títulos. “Até agora, quando havia espaço para treinar, era muito longe. Essa pista é ótima”, comentou a estudante.

Espetáculo

Após o teste de pista feito pelo Seu Folha, Dona Fofô e Fefo, os integrantes da Família Folhas, entraram em cena os atletas, que foram acompanhados pelos olhares atentos e aplausos dos curitibinhas da Escola Municipal Foz do Iguaçu, que também fica na Praça Antonio Bertolli.

O público pode conferir as performances de Manuela Nakano (ouro panamericano); de Maysa Veiga (prata panamericano); do Quarteto Julieta, formado pelas atletas Manuela Nakano, Gabriela Fischer, Luana Leão e Julia Klein (bronze panamericano); e do Quarteto Indiano, formado por Renata Valério, Fernanda Hortmann, Stephane Charello e Ana Clara Stival (quarto lugar no panamericano).

Transformação

Com uma área total de 880 metros quadrados, a arena já foi uma quadra poliesportiva ociosa e que sofreu vandalismo. A transformação foi uma proposta da Apac atendida pela Prefeitura, por meio da Secretaria do Meio Ambiente.

A pista de 695 metros quadrados, em piso industrial de concreto nivelado com acabamento polido, tem resistência e aderência ideais para a prática da patinação. Além da readequação do piso, as laterais foram fechadas com alvenaria e a cobertura foi reformada, com a instalação de telhas translúcidas que proporcionam luz natural no seu interior.

O local ganhou, ainda, banheiros, copa, sala administrativa e área para módulos de pequenas arquibancadas, que podem acomodar até 200 pessoas. O prefeito Rafael Greca encomendou um espetáculo de Natal sobre rodas, a ser apresentado na arena.

Conquista

Cintia Paintner, presidente da Apac até dezembro do ano passado, considera uma conquista para o esporte. “Com esse espaço, Curitiba passa a ser a primeira cidade do país com arena pública e exclusiva, o que é um marco e um divisor de águas”, disse.

A associação conta hoje com cerca de 80 atletas nas mais diversas modalidades de patinação, medalhistas em competições nacionais e internacionais. Com um espaço próprio para treinamentos, acredita, o esporte vai crescer ainda mais na cidade.

Além de poder utilizar o espaço, a Apac vai promover em conjunto com a Secretaria do Esporte, Lazer e Juventude, aulas gratuitas para a comunidade. “A ideia é democratizar a patinação e descobrir novos talentos”, reforçou Cintia.

Curitiba em Movimento

A partir do dia 10 de outubro, crianças e adolescentes de 6 a 17 anos poderão se inscrever para aulas gratuitas de patinação artística no local pelo portal Curitiba em Movimento. As aulas começam em 3 de novembro, com os professores da Apac, e acontecerão às terças e quintas, das 13h30 às 14h30.

A Apac fornecerá o material principal (patins, proteção). Inicialmente, serão 20 vagas, divididas entre os níveis iniciante, intermediário e avançado.

Futuramente, devem ser abertas mais vagas e horários para que a comunidade possa utilizar o espaço.