Curitiba recebe 21ª Parada da Diversidade LGBTQI no dia 15

Após dois anos de eventos virtuais por conta da pandemia da covid-19, a Parada da Diversidade LGBTI volta às ruas de Curitiba no próximo dia 15 de novembro. A concentração começa na Praça 19 de Dezembro (Praça da Mulher Nua) no Centro Cívico, a partir das 12h. A saída dos trios está prevista para às 14h30 e seguirá pela avenida Cândido de Abreu até a praça Nossa Senhora da Salete.

O tema deste ano é ‘Nosso maior orgulho é ser quem somos. Por uma Curitiba de todes, Márcio Marins Presente’, em homenagem a um dos principais ativistas na luta pelos direitos humanos e referência no movimento LGBTI no Brasil, Marcio Marins.

“Vamos às ruas no dia 15 mostrar que a diversidade faz parte da sociedade paranaense e curitibana, mostrar que reconhecemos a luta de ativistas, artistas e aliados que hoje já faleceram, mas que ainda nos inspiram e nos conduzem a luta pela defesa e promoção da cidadania LGBTI+ e que toda forma de amor e expressão é linda e deve ser respeitada, e não violentada e morta. Vamos colorir as ruas da nossa cidade e mostrar que temos orgulho de sermos quem somos, LGBTI+s!” comenta Thon Cris, presidente da ONG responsável pela organização da parada.

Organizada desde 2005 pela Associação Paranaense da Parada da Diversidade (APPAD), com o apoio de outras organizações, o evento tem a expectativa de reunir público de Curitiba, região metropolitana, caravanas do litoral e interior do Paraná, e também de outros estados. O objetivo do ato é contribuir para o enfrentamento da discriminação e violações de direitos contra a população LGBTI.

27 anos de história

A Parada na capital paranaense é considerada uma das primeiras no Brasil. Em janeiro de 1995, cerca de 500 pessoas participaram de uma caminhada, data que coincide com a fundação da Associação Brasileira de Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis e Transexuais (ABGLT). Este ano, são esperadas cerca de 60 mil pessoas em Curitiba.

Além da organização da Parada, a APPAD atua durante o ano todo na promoção e defesa dos direitos humanos, bem como na reparação de violações de direitos de diversos segmentos populacionais. Também são realizados pela associação, debates, palestras, oficinas, atividades culturais, entre outros eventos para a comunidade LGBTI.

Mais informações sobre as atrações e a programação do evento, são encontradas nas redes sociais da parada, no Facebook e Instagram.

Importante legado deixado por Márcio Marins

Natural da cidade do Rio de Janeiro, Márcio Marins teve um histórico de 30 anos de militância no Grupo Atobá. Desde 2005, integrou a Associação Paranaense da Parada da Diversidade (APPAD), estando sempre à frente da organização da Parada na cidade. Foi fundador do Dom da Terra AfroLGBTI e integrante do Fórum de Religiões de Matrizes Africanas de Curitiba e Região Metropolitana. Marins morreu no dia 24 de abril de 2020, vítima de um Acidente Vascular Isquêmico.

Ele também atuou na Associação Brasileira de Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis, Transexuais e Intersexos. Exercia um papel muito atuante no Conselho Permanente dos Direitos Humanos do Estado do Paraná. Também atuou como carnavalesco premiado em Curitiba.

Serviço

  • 21º Parada da Diversidade LGBTI de Curitiba
  • Data: 15 de novembro de 2022, a partir das 12h
  • Local: A 21ª Parada da Diversidade LGBTI de Curitiba ocorrerá no feriado nacional de Proclamação da República no dia 15 de novembro, terça-feira. A concentração terá início às 10h na Praça Da Mulher Nua (Praça 19 de dezembro), próxima ao shopping Mueller, no centro cívico. O trajeto percorre a Avenida Cândido de Abreu até a Praça Nossa Senhora do Salete, em frente ao Palácio Iguaçu, com término previsto para às 20h.
  • Redes sociais: Facebook e Instagram