Empresária acusa homem de a dopar e estuprar em balada

A empresária Janiese Helena, 22 anos, acusa um homem de a dopar dentro de uma balada no bairro Água Verde, em Curitiba, e depois a estuprar. O caso aconteceu em maio.

De acordo com o relato da jovem, ela estava no local com um amigo. Em determinado momento da noite, ele foi embora e ela ficou sozinha. Nesse momento, um homem desconhecido se aproximou e ofereceu uma bebida. Ela aceitou e depois não se lembra de nada, até acordar na manhã seguinte.

Helena conta que acordou por volta das 6 horas em uma casa desconhecida, no bairro Sítio Cercado. Ao despertar, ela notou que o homem estava em cima dela, praticando atos sexuais. A jovem relata que pedia para o desconhecido parar, mas ele a segurava pelos braços. Ela diz que ele só a soltou quando ela começou a chorar.

Como o celular da empresária estava sem bateria, ela pediu para o homem pedir um carro de aplicativo. Quando o veículo chegou, o motorista notou que Helena estava estranha e levou a jovem para a delegacia. Ao chegar no local, ela contou o ocorrido e foi encaminhada para o hospital, onde fez exames e recebeu medicamentos.

Ao acordar, Helena também viu que estava machucada, com as pernas roxas. Ela relata que estava com dor em todo o corpo.

O advogado Igor José Ogar informou que já foram solicitadas imagens de câmeras de segurança que mostram Helena na balada. Ogar também diz que estão aguardando o resultado dos exames da empresária, que devem comprovar o abuso sexual.

Procurado, o suspeito nega o ocorrido e afirma que não esteve na balada.

O caso está sendo investigado.