Equipes da FAS reforçam atendimento às pessoas em situação de rua

Com o retorno da chuva e da queda das temperaturas, provocados pela passagem de uma frente fria pelo Paraná, a Fundação de Ação Social de Curitiba (FAS) reforçou desde o início da manhã desta terça-feira (12) o serviço de abordagem e oferta de serviços, principalmente acolhimento, para pessoas em situação de rua. Segundo a prefeitura da capital, o objetivo é sensibilizar essas pessoas a aceitarem atendimento e seguirem com as equipes para casas de passagem, onde encontram local para higiene, alimentação e camas quentes.

Nesta manhã, nove equipes de educadores sociais estão nas ruas, cinco delas fazendo busca ativa, seguindo roteiros onde há maior concentração dessa população. Outras quatro equipes são responsáveis pelo atendimento, a partir de solicitações que chegam à Central 156.

O mesmo trabalho será mantido nos períodos da tarde e noite, e tem o reforço ainda das equipes dos dez Centros de Referência Especializados de Assistência Social (Creas), localizados em todas as regionais da cidade.

“Entendemos que a rua não é moradia e, por isto, percorremos toda a cidade para falar dos serviços ofertados pelo município e para sensibilizar as pessoas que estão desabrigadas a aceitar acolhimento”, explica a presidente da FAS, Maria Alice Erthal.

Serviço da FAS

Em Curitiba, o serviço de abordagem social a pessoas em situação de rua é oferecido todos os dias da semana, 24 horas por dia. Das 7h às 18h, a abordagem é feita pelas equipes da Central de Encaminhamento Social (CES) e também dos Creas. Nos demais horários da noite, o trabalho é desenvolvido exclusivamente pela CES.

Durante a Ação Inverno, que é realizada de 15 de maio a 15 de setembro, a FAS desenvolve ainda as chamadas ações intensificadas, sempre que as temperaturas mínimas previstas forem iguais ou abaixo a 8 graus. Esse trabalho acontece das 18h a 1h e leva para as ruas um número maior de equipes, para fazer principalmente a busca ativa de pessoas que estão desprotegidas.

Ajuda pelo 156

A população pode ajudar a proteger as pessoas em situação de rua. Basta entrar em contato com Central 156, por telefone, site ou pelo aplicativo Curitiba 156. Basta indicar o endereço ou local próximo e uma equipe irá até o local para oferecer atendimento.

Além das pessoas em situação de rua, a FAS também transporta e acolhe os animais de estimação com seus tutores. Para isso, mantém em suas Kombis para abordagem social, caixas para animais de até médio porte. Para esses casos, o acolhimento é feito na Praça Solidariedade, complexo de atendimento à população de rua, que possui canis.

Informações da Prefeitura de Curitiba