Estações do Inter 2 terão energia solar e operação remota, aponta edital

As novas estações do Inter 2 serão pontos de conexão intermodal, de excelência na experiência do usuário e de operação remota inteligente. As premissas fazem parte das exigências do primeiro edital de obras do Programa de Mobilidade Urbana Sustentável de Curitiba, lançado nesta quinta-feira (3) pelo Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano (Ippuc) e Unidade Técnico-Administrativa de Gerenciamento (Utag). Trata-se da chamada Prisma Solar, o protótipo das outras 12 estações do Inter 2, que será instalada na atual Estação Agrárias, na Rua dos Funcionários, entre as ruas Menezes Dória e Recife, no Cabral.

Entre os requisitos previstos no edital internacional, estão soluções inteligentes de transporte, energia e outras tecnologias de ponta que promovam a integração com outros modais – carona solidária, bicicleta compartilhada – no esforço para reduzir o número de carros na cidade.

“Temos uma previsão de aumento de 30% no número de passageiros para o Inter 2. Os novos conceitos de arquitetura, acessibilidade, sustentabilidade ambiental e econômica devem absorver esse crescimento de usuários com conforto, segurança e sistemas de fácil manutenção dos equipamentos, incluindo custos reduzidos que impactam no cálculo da planilha tarifária”, explica o diretor técnico da Utag, Marcio Teixeira.

A estação protótipo faz parte do Programa de Mobilidade Urbana Sustentável de Curitiba, que será executado nos próximos cinco anos, com financiamentos pelo Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) e New Development Bank (NDB). Serão investidos US$ 181,7 milhões pelos bancos internacionais – U$ 106,7 pelo BID e U$ 75 milhões pelo NDB – e US$ 45,4 milhões em contrapartida do município.

Soluções inteligentes

Para garantir que todas as soluções inteligentes e sustentáveis sejam desenvolvidas e aplicadas no protótipo, o edital foi elaborado em um formato inédito, com um custo estimado em R$ 4,6 milhões. Dessa vez, além da apresentação das tecnologias, o vencedor do certame vai fazer a obra e acompanhar a operação do equipamento, para ajustar a aplicação das facilidades previstas para a experiência do usuário, eficiência energética e infraestrutura. Esse período de assistência será essencial para modelagem do produto, até que esteja apto a ser replicado nas demais estações do Inter 2. Essa fase do programa é totalmente financiada pelo BID.

Uma das principais exigências do edital é a matriz energética do equipamento. A energia solar da estação será captada por meio de painéis fotovoltaicos, garantindo eficiência para manter toda a operação, da climatização interna ao sistema de monitoramento e de comunicação do usuário.

Principais itens inovadores requeridos o edital

Operação

  • Tecnologias para impedir/reduzir a evasão no pagamento de tarifas.
  • Tecnologias para ganho de tempo na operação de embarque e desembarque de passageiros.
  • Uso de tecnologias da informação e comunicação para gestão e controle da operação, com soluções inteligentes que permitam o monitoramento digital do equipamento, como sistema de telemetria, contagem de passageiros, dimensionamento de frotas e de tempo de percurso para evitar formação de comboio, controle de portas, temperatura, iluminação, conectividade, arrecadação tarifaria e abastecimento energético, entre outras operacionalidades.

Experiência do usuário

  • Sistema Automatizado de Arrecadação Tarifária (SAAT) para cobrança de passes sem uso de dinheiro em espécie.
  • Sistema de internet wi-fi para usuários em 99% do tempo de uso da estação.
  • Sistemas de receitas acessórias na estação para o sistema público, estimulando o uso de cabines de vendas de alimentos, publicidades, mídia embarcada e outras ações que promovam a geração de receitas para a operadora do sistema.
  • Sistema de segurança e alertas, especialmente, em horários de menor movimento.

Infraestrutura

  • Monitoramento e controle de catracas de entrada, uma vez que a estação não terá o controle do cobrador.
  • Validador eletrônico com venda de créditos por celular, compra e recarga dos cartões transporte, uso de cartões cipurse (com sistema eletrônico de cobrança de tarifa), compatibilidade com os atuais sistemas do município.
  • Painel de Mensagem Variável para promover informação útil ao usuário.
  • Climatização com temperatura média de 22ºC, variação entre 18 e 26, com distância limite de 4 passageiros por m².
  • Soluções sustentáveis extras, considerando a estação e seu entorno. Deve-se dar preferência a medidas relacionadas a água, energia e a resíduos sólidos.