Ex-jogador de futebol agride motorista após confusão em motel

Um ex-jogador de futebol causou uma confusão em um motel de Curitiba que terminou com um motorista de aplicativo agredido. Casado, ele marcou encontro uma garota de programa no motel, não quis pagar pelo consumo na suíte e provocou um verdadeiro estardalhaço – tudo para tentar esconder a traição da esposa.

O motorista agredido pelo ex-jogador conta que foi chamado pelo aplicativo para um hotel no centro de Curitiba para uma levar passageiros até uma casa noturna no Batel, com uma parada no meio do caminho, justamente no motel onde tudo aconteceu.

A briga aconteceu quando o carro chegou ao motel. A garota de programa entrou no carro onde já estava uma colega de profissão e foi seguida pelo homem que tinha contratado seus serviços. As duas moças disseram ao motorista que este homem não deveria embarcar na viagem. Além disso, ele se recusava a pagar por uma água mineral que tinha consumido na suíte.

Depois de muito bate-boca, a moça que o acompanhava decidiu pagar pela água. Mas a confusão não parou por aí porque, segundo as testemunhas, o ex-jogador insistia em seguir viagem com as garotas. Ele alegou que era casado e não poderia pedir outro carro de aplicativo no próprio nome pelo risco de ser descoberto.

Respeitando o que as passageiras disseram, o motorista de aplicativo pede para o homem sair do carro, mas ele se revolta e parte para a agressão. Além de bater no condutor do carro, ele também chutou a porta do carro, deixando a lataria amassada.

Depois da briga, o ex-jogador deixou o local e o motorista procurou seu advogado para ir até a delegacia. Foi registrado um boletim de ocorrência por lesão corporal e dano. O defensor do motorista disse que conseguiu o telefone do agressor e tentou entrar em contato para resolver de forma amigável, mas sem retorno, optou por acionar a Justiça para resolver o caso.

A identidade do ex-jogador envolvido no caso não foi divulgada porque a redação do Massa News ainda não conseguiu contato com seu advogado.

Colaboração Manoel Costacurta/Rede Massa.